1. Menu
  2. Conteudo
  3. Rodape

DICAS CCIH

Publicado em Dica do Mês

Visita ao paciente internado

A visita a um paciente internado é muito importante para a recuperação do mesmo, principalmente nos casos em que o mesmo não faz parte do grupo de beneficiado por lei com direito a acompanhante – menores de 18 anos e maiores de 60 e portadores de necessidades especiais.

Portanto, faça visitas, sempre que possível, oferecendo carinho e evitando informá-lo de situações que possam prejudicar o emocional do paciente.

Esforço conjunto: Alguns pacientes, devido à sua condição clínica, estão mais sujeitos a infecções. A responsabilidade pela prevenção é, principalmente, da equipe do Hospital, mas o próprio paciente, os visitantes, acompanhantes e familiares podem ajudar.

Algumas dicas:

·         Higienize as mãos com água e sabão ou álcool gel ao chegar ao Hospital, evitando levar poeiras da rua para o paciente.

·         Dê carinho ao paciente, mas evite tocar em curativos e equipamentos relacionados ao tratamento do mesmo.

·         Evite sentar no leito do paciente, pois nossa roupa possui germes que podem gerar infecções no paciente internado.

·         O Serviço de Nutrição é o único responsável pela dieta do paciente internado. Existe um mito de que comida de Hospital é fraca e por isso, muitas pessoas na visita trazem alimentos ou bebidas como “reforço”. Porém, este tipo de atitude pode acarretar piora do quadro de saúde do paciente, caso ingira um alimento ou bebida não compatível com seu tratamento. Por isso, não leve alimentos para o paciente sem ordem médica ou do Serviço de Nutrição.

·         Flores podem conter fungos e bactérias prejudiciais aos pacientes internados, por isso não leve flores.

·         Evite visitar paciente internado quando você estiver com qualquer processo infeccioso ativo, tal como: gripe, amigdalite, viroses e febre de qualquer natureza.

·         Procure não levar crianças pequenas para visita a paciente internado. Deve-se levar em conta que é um risco a saúde dos pequenos entrarem em hospitais e também pode afetá-las psicologicamente pela incompreensão dos fatos em relação ao doente. Evite levar crianças menores de 12 anos.

Após a visita, não se esqueça de higienizar as mãos com água e sabão ou álcool gel, para não levar germes do ambiente hospitalar para casa.